[DICAS] Pilotagem em grupo

Aqui ficarão as informações sobre técnicas de direção defensiva (pilotagem) e outras dicas sobre prudência e responsabilidade no trânsito.

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor Matsuo » 18 Mar 2013, 22:05

Segue explicação da regra dos 02 segundos !!! ;)



Abraços,

Matsuo

VIAGEM DE MOTO CURA !!!

MATSUO


Imagem


WILD BIKER
Avatar do usuário
Matsuo
Site Admin
 
Mensagens: 13361
Registrado em: 21 Out 2011, 20:00
Localização: São Paulo - Zona Leste
Enviou: 12476 vez(es)
Recebeu: 8279 vez(es)
Moto: LAILA e TINA !!!
Estado: SP
Cidade: Sao Paulo

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor lcavrj » 18 Mar 2013, 22:16

A sugestão que faço são a dicas dos sinais de mão utilizados quando se anda em grupo.
Um abração,

lcav
Avatar do usuário
lcavrj
Forista Master
Progresso para o próximo rank:
18.1%
 
Mensagens: 1771
Registrado em: 18 Jun 2012, 00:13
Localização: Rio de Janeiro/Nova Friburgo
Enviou: 1803 vez(es)
Recebeu: 951 vez(es)
Moto: none
Estado: RJ
Cidade: Nova Friburgo

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor tomazte » 19 Mar 2013, 10:49

Valeu senhores!

Alguém poderia colocar aqui esses sinais que o Luiz mencionou? Eu lembro que tem que esticar a perna pra indicar buraco/objeto na pista...
Se alguém puder ajudar...

Abraço!
Tomazte, o Personal Offroader .com.br
Let`s go OffRoad!
Avatar do usuário
tomazte
Forista Sênior
Progresso para o próximo rank:
56.8%
 
Mensagens: 1068
Registrado em: 06 Jun 2012, 18:57
Localização: SP (Cotia e ABC)
Enviou: 885 vez(es)
Recebeu: 755 vez(es)
Moto: G650GS SERTÃO 2012 / WR450F 2006 Azul
Estado: SP
Cidade: ABC e Cotia

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor JotaJota » 19 Mar 2013, 11:15

Achei dois conjuntos de sinais:

Imagem

Imagem

Na minha opinião o primeiro é mais simples de ser adotado e poderia ser colocado nos tópicos de viagens/passeios para conhecimento dos participantes junto com as regras de segurança de pilotagem em comboio.

abs

JJ
"... and as always, have nice day!"
Avatar do usuário
JotaJota
Forista Pleno
Progresso para o próximo rank:
83.3%
 
Mensagens: 433
Registrado em: 13 Ago 2012, 11:05
Localização: São Paulo
Enviou: 334 vez(es)
Recebeu: 325 vez(es)
Moto: BMW G650GS Sertão 2012

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor lcavrj » 19 Mar 2013, 17:23

Sem polemizar acho que o segundo quadro é mais utilizado no Brasil... Considerando que o indicativo de posto policial também é utilizado para RADAR e um que não vi: Mão espalmada para baixo em movimentos para frente e para trás indicam pista escorregadia (neste quadro é reduza a velocidade).
Um abração,

lcav
Avatar do usuário
lcavrj
Forista Master
Progresso para o próximo rank:
18.1%
 
Mensagens: 1771
Registrado em: 18 Jun 2012, 00:13
Localização: Rio de Janeiro/Nova Friburgo
Enviou: 1803 vez(es)
Recebeu: 951 vez(es)
Moto: none
Estado: RJ
Cidade: Nova Friburgo

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor lennonjesus » 20 Mar 2013, 19:56

Achei o post extremamente útil!

As dicas são valiosíssimas.

Obrigado a todos os que estão contribuindo.
Novatos, como eu, agradecem.

Abraços.
Lennon Jesus
Yamaha Fazer YS250 2012 Rainha de Copas
Honda Falcon NX 400i 2013 Mamba Negra
BMW G650 GS 2014 Natasha
BMW F650 GS 2011 Mercedes
Yamaha Ténéréca XTZ250 2011
BMW G650 GS 2012 Geralda
"A vida é melhor em uma moto."-Vera Alice (mãe)
Avatar do usuário
lennonjesus
Site Admin
 
Mensagens: 3055
Registrado em: 09 Out 2012, 17:42
Localização: Duque de Caxias, RJ
Enviou: 2629 vez(es)
Recebeu: 2077 vez(es)
Moto: Geralda BMW G 650 GS
Estado: RJ
Cidade: Duque de Caxias

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor Rui Canuto » 20 Mar 2013, 21:29

Acho que esse post que o JJ colocou e bem pertinente e poderia ser usado todos os dias (se todos os motociclista tivesse conhecimento).
MOTOCICLISMO é doença? A minha é grave! :twisted:
Avatar do usuário
Rui Canuto
Moderador
 
Mensagens: 3627
Registrado em: 27 Dez 2012, 14:24
Localização: Belo Horizonte
Enviou: 2043 vez(es)
Recebeu: 1356 vez(es)
Moto: Tenere 250
Estado: MG
Cidade: Belo Horizonte

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor MAGNO » 21 Mar 2013, 20:25

Boa noite a todos.
Complementando o tópico, segue uma contribuição sobre o tema, .

Considerações preliminares
Base das associações, agremiações e clubes: Organização e disciplina.
Principais associações no mundo. Organizações militares. Base das principais entidades, como Rotary, lions, e até a maçonaria.
O motoclubismo também cresceu na década de 40, no pós guerra, com os ex-militares americanos, quando surgiram os principais motoclubes, sendo um deles, hoje, o maior do mundo, o “Hells angel’s”.
Mais a frente explicaremos melhor essa questão.
Andar em grupo não é muito fácil. Por isso desenvolvemos alguns códigos e posturas para facilitar as viagens.
Precisamos ter em mente os sinais, códigos e atitudes que deverão ser tomadas por todos para facilitar a comunicação na estrada e bom andamento e segurança do grupo.
O mais importante de tudo é cada um cuidar de quem está atrás. O uso do espelho retrovisor é fundamental SEMPRE.
Fazendo isso você verá os sinais de pisca, e controlará a distância do motociclista que vem atrás. Se a moto de trás ficar com muita distância, convém você também reduzir para que o da frente faça o mesmo e o grupo permaneça unido.
É evidente que se for um caso isolado de “roda-presa” este deverá acompanhar a velocidade média do grupo, e não vice-versa. Salientamos que “roda-presa” não é moto que não desenvolve e sim o motociclista.
Tenha sempre em mente que o companheiro que vem atrás nunca sabe quando você vai frear até ver sua luz de freio acender, portanto facilite, sempre dê uma ou duas "beliscadas" no freio antes de frear propriamente, isso poderá evitar um acidente!

O Bonde, Comboio, ou Grupamento
Composição:
Ponteiro, líder ou capitão: – Vai à frente do grupo;
Ferrolho – Vai atrás do grupo;
Miolo/Meio – Todos que estão entre o ponteiro e o ferrolho.
O ponteiro e o ferrolho devem ser os motociclistas mais experientes do grupo. Além disso, a moto do ferrolho deve ter bom desempenho, para que ele possa ultrapassar o bonde e atingir rapidamente o ponteiro em caso de problemas.
É recomendado, de acordo com o efetivo do Bonde, que se designe um auxiliar do ponteiro e um auxiliar do ferrolho.
O motociclista menos experiente e/ou a menor moto devem seguir diretamente atrás do ponteiro, e estabelecem os limites de grupo em termos de número de paradas e velocidade de cruzeiro.
Devemos lembrar que isso é uma formação básica e deve ser mantida, a exemplo das formaturas militares. Só devemos mudar de posição (ultrapassar um companheiro, por problemas).
O ponteiro deve ficar SEMPRE do lado esquerdo da faixa, para facilitar sua visão do bonde e das condições de tráfego da estrada.
Em rodovias de três ou mais pistas, ocupar a segunda pista da direita para a esquerda: normalmente a pista da direita apresenta mais buracos e óleo causados pelos caminhões.
Em rodovias com duas pistas, manter-se na pista da direita, apesar dos problemas acima mencionados, neste caso é a pista mais segura.
Na estrada, as motos devem ocupar uma faixa da pista, alinhadas em duas filas indianas, paralelas e intercaladas, evitando-se o emparelhamento de motos. Cada motociclista deve sempre cuidar para estar em posição diagonal em relação ao imediatamente à sua frente – não deve tentar ‘corrigir’ os erros dos outros. Se por qualquer razão a moto à sua frente mudar de lado, fazer o mesmo (sinalizando com o pisca-pisca) de modo a assegurar a formação alternada.
Um bonde NUNCA deve ser composto por mais que dez motos – é preferível montar dois bondes com cinco e seis motos ao invés de um com onze: um bonde com dez motos tem mais que cinqüenta metros de comprimento e quando se chega a esse tamanho:
Fica difícil para o ferrolho ver o ponteiro e vice-versa.
Fica muito difícil encontrar espaço para que o bonde todo faça ultrapassagens em bloco;
Queremos manter o bonde unido e evitar que carros entrem no meio, mas não é razoável exigir que os motoristas se mantenham pacientemente ao longo de ‘paredes’ de oitenta metros ou mais de comprimento.
Em caso de quebra de um grupo em mais de um bonde o mais rápido deve seguir primeiro – não adianta soltar o mais lento primeiro para que ele seja alcançado a meio caminho.
Cada motociclista deve assegurar que o da frente pode vê-lo pelo retrovisor – basta assegurar que você consegue ver o capacete do piloto no espelho da moto à frente. Atenção: estamos falando da moto que está diagonalmente à sua frente e não aquela diretamente em frente.
Se a velocidade aumenta (mais de 100-110 km/h), essa distância deve ser ampliada para proporcionar maior espaço de frenagem.

O Ponteiro
Define os caminhos e velocidade do bonde. Deve conhecer o percurso a ser seguido ou ter estudado cuidadosamente o mapa para poder orientar o bonde.
Dosa a velocidade geral e mantém o agrupamento.
Sinaliza com antecedência antes de mudar de pista para ultrapassagem, calculando a distância do veículo e o tamanho do grupo para que não haja redução de velocidade cruzeiro e muito menos ‘quebra’ da formação.
Sinaliza com antecedência também antes de entrar em vias para evitar que alguém perca a entrada.
Vai para a faixa da direita para dar ultrapassagem a veículos mais rápidos apenas quando tiver espaço suficiente para o grupo todo entrar, e analisa se é cabível mudar de faixa naquele momento, ou aguardar para que a pista da direita esteja mais livre para não ter diminuição de velocidade.
Nesse caso, quando todos estão com seta para a direita, o ponteiro contesta mantendo seta para esquerda indicando que ainda não é o momento de dar passagem.

O Ferrolho
O ferrolho é tão ou mais importante que o ponteiro para a boa condução do grupo na estrada, principalmente grupos grandes.
Segura os veículos que porventura quiserem ultrapassar o grupo, e deve sinalizar com o pisca para direita. Após todo o grupo ter mudado de faixa, o ferrolho também muda, liberando o veículo. Se perceber que ninguém está dando a seta, fazer sinal com o farol alto para que percebam.

Do mesmo jeito, assim que o ponteiro der seta para esquerda, o ferrolho deve entrar à esquerda para segurar os veículos, e sinalizar para o resto do grupo a pista livre.

Ao perceber algum problema com o grupo, deve acelerar até o ponteiro e comunicar. Esse comportamento só deve ser adotado em caso de problemas que não obriguem a parada ou redução de velocidade do bonde – nesses casos é melhor que o bonde reduza ou pare e que o ponteiro controle esse comportamento pelo retrovisor.

Miolo / Meio
Deverão indicar as sinalizações de pisca, situação de estrada e sinais gerais (entrar a esquerda / direita com o braço, formação única, etc.) além de não permitir, até onde sua segurança e a do bonde não sejam comprometidas, que outro veículo entre no meio da formação.
Particularmente importante é a reprodução dos sinais de pisca-pisca, principalmente do ferrolho, para que o ponteiro fique sabendo o que o ferrolho sinalizou.

Manobras básicas
O ideal é que o grupo mantenha a mesma formação durante todo o percurso, salvo ordem em contrário.
Algumas pessoas gostam de dar esticadas com a moto, seja para tirar fotos ou simplesmente querer correr um pouco mais, sendo necessário sair da formação do grupo. Isso pode ser feito sem nenhum problema, bastando apenas avisar o PONTEIRO com o devido sinal (ver sinais abaixo).

Do mesmo modo, os que precisarem parar para atender ao telefone, ajeitar algo que está incomodando ou qualquer coisa do gênero, que não necessite de muito tempo, deverá avisar o Ponteiro e o Ferrolho que irá encostar e ficar um pouco para trás, sem necessidade de parar todos. O Ponteiro deverá então diminuir a velocidade de cruzeiro, até que a pessoa que precisou parar o alcance e indique que já está de volta no grupo.

É importante que quem parou avise o Ponteiro que já regressou ao grupo, pois sem este informação o Ponteiro irá manter a velocidade baixa e ficará preocupado com a demora do integrante.

Ultrapassagens
Quando o ponteiro precisar mudar de faixa da direita para esquerda para fazer uma ultrapassagem, ele deve ligar a seta e todo o resto do grupo faz o mesmo. Entretanto ninguém muda de faixa até que o ferrolho entre primeiro na esquerda para impedir que algum carro passe e indique que o grupo todo pode mudar de faixa em segurança.


Retorno à faixa da direita
Quando o ferrolho indicar que o grupo precisa ir para a direita para dar passagem, ao ligar a seta para a direita todos devem fazer o mesmo. Idealmente, a penúltima moto deve entrar para a direita assim que o ponteiro der seta também, para impedir que algum carro ultrapasse pela direita. Após todos entraram o ferrolho libera a passagem.

Ultrapassagens em estradas de mão dupla
Nesse caso é praticamente impossível assegurar espaço suficiente para que todo o bonde ultrapasse em bloco. A seqüência deve ser:

O Ponteiro sinaliza (pisca-pisca) a ultrapassagem e a realiza.
Após passar o veículo ultrapassado, ele permanece na esquerda, com o pisca esquerdo ligado, enquanto não houver veículo vindo em sentido contrário, de forma a sinalizar aos motociclistas seguintes do bonde que eles podem ultrapassar.

Quando ele voltar para a direita, as motos que ainda não ultrapassaram devem imediatamente deixar de tentar a ultrapassagem.
Se possível (experiência e visibilidade) o último motociclista do bonde que já ultrapassou deve se colocar na faixa da esquerda (de forma análoga ao descrito acima para o ponteiro) para indicar ao restante do bonde que pode ultrapassar.

Se necessário o Ponteiro deve reduzir a velocidade até ter certeza que todo o bonde ultrapassou. Entretanto, essa redução de velocidade não pode ser tal que acabe não deixando espaço à frente do veículo ultrapassado para entrada das motos que vêm de trás.

Reunião de preparação (“briefing”)
Apesar do nome pernóstico, é muito importante, principalmente se no grupo houver pelo menos um motociclista que não está acostumado a andar como o grupo.

Nada mais é que uma pequena ‘palestra’ do ponteiro, informando o caminho que será seguido, onde serão as paradas de descanso, reabastecimento ou encontro com outros companheiros e uma descrição rápida das convenções e sinais descritos neste documento.

Nesse momento é muito importante identificar principiantes ou motos lentas para colocá-las na posição correta dentro do bonde e definir a velocidade que será adotada.

Outras dicas diversas
Quando um bonde parar em posto de combustível, parar as motos na bomba a 45º, de frente para a mesma. Com isso ganhamos espaço e tempo, pois conseguiremos abastecer de três a quatro motos sem manobras.

Este trabalho é uma junção de várias mensagens veiculadas no MCBDA – Moto Clube bodes do Asfalto

“A SEGURANÇA DE CADA UM DO GRUPO”
Avatar do usuário
MAGNO
Forista Pleno
Progresso para o próximo rank:
37.3%
 
Mensagens: 249
Registrado em: 21 Out 2011, 22:40
Localização: Rio de Janeiro - Jacarepaguá
Enviou: 90 vez(es)
Recebeu: 136 vez(es)
Moto: SUZUKI V-STROM 650 (2012) Laranja
Estado: RJ
Cidade: Rio de Janeiro

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor Tercio » 09 Mai 2013, 17:40

Já tem muita coisa legal aqui, sobre o assunto, achei este artigo e estou postando, é sempre bom refrescar a memória !
Abraços !

Hora de pegar a estrada, mas você sabe andar em comboio?
Final de semana chegando, momento de pegar a estrada e seguir rumo à felicidade... Alguns motociclistas gostam de viajar sozinhos, mas grande parte prefere compartilhar com outros irmãos estradeiros a viagem. Entretanto, será que todos sabem a forma correta de andar em grupo?

Primeiro é preciso planejamento. Todo o percurso deve ser estudado por todos os integrantes. Confira a situação da estrada no site: Estradas.com.br. Todos devem conhecer as sinalizações, fiquem atentos, pois essa será a única forma de comunicação. As paradas durante o trajeto devem ser combinadas, preferencialmente em locais situados do lado direito da pista. Cruzamentos só em último caso. É preciso responsabilidade e respeito à hierarquia no grupo, durante todo o trajeto. Lembre-se que todas as suas atitudes devem estar em acordo com as do grupo, não há espaço para brincadeiras e nem vaidades.

Imagem

O motociclista mais experiente e que tem maior conhecimento do itinerário, será o Capitão. Ele vai à frente do comboio, guiando a todos. É o responsável pela velocidade média do grupo. Deve sempre estar atento a eventuais obstáculos, alertando a todos, também sobre os locais de paradas.

Na hora de sair é preciso formar duas filas paralelas e intercaladas. Nesse agrupamento todos têm ampla visão da pista, e mantém uma distância segura da outra moto. Os motociclistas podem frear sem prejudicar o companheiro. Sinalize sempre, todas as futuras manobras. É preciso evitar o emparelhamento de motos, para que uma não se choque com a outra. E para fechar o grupo, mantendo sempre a união e evitando que alguém fique para trás, o ferrolho. Esse integrante vai ser o último do comboio. Deve ter uma moto potente e ser experiente.

Durante a viagem, há muitos obstáculos. A maioria deve saber, mas vale salientar, evite andar em cima da faixa que divide as pistas, ela é altamente escorregadia, principalmente em dias chuvosos, a moto pode se desgovernar. Guie firme. Não podemos deixar de falar das manchas de óleo no asfalto, evite-as. Esteja atento!

Tenha cautela com a companhia certa, de todos viajantes desse país, os buracos. Nunca freie no buraco, senão puder evitá-lo, passe tomando o cuidado de levantar do banco.

Em um mundo, cada vez mais individualista, egocêntrico e egoísta, passear, viajar e conviver em grupos é um grande exercício de amor ao próximo e de compaixão. É preciso deixar de pensar no eu e pensar em nós! Com todos os cuidados necessários, é possível se escrever histórias felizes nessas estradas da vida.
Viaje sempre!


Sent from my iPhone using Tapatalk
G650 GS - ( CB125 - rx-125 - Piaggio Vespa - Rd 135 - DT180 - RD180 - RD 350 - TWISTER - XR-200 - TORNADO - DT 200R - LEAD - DRAG STAR)
Avatar do usuário
Tercio
Forista Sênior
Progresso para o próximo rank:
51%
 
Mensagens: 1010
Registrado em: 25 Jun 2012, 17:15
Localização: Americana - SP
Enviou: 559 vez(es)
Recebeu: 785 vez(es)
Moto: BMW G650 GS 2012 BRANCA
Estado: SP
Cidade: Americana

Re: [DICAS] Pilotagem em grupo

Mensagempor barraforte » 08 Jul 2013, 04:30

Imagem
A formação do grupo é interessante, e fica muito bonito. Mas considerando o trânsito e a grande quantidade de veículos nas rodovias é quase impossível manter todos reunidos em uma unica formação. Ainda mais em saídas como as marginais, ou dentro das pequenas cidades com rotatórias ou semáforos.

É muito importante saber em qual KM será a próxima bifurcação. E TODOS devem saber dessa informação da forma mais clara possível. Situe coisas bem aparentes. Postos policiais, placas, passarelas. ("Morrinho avermelhado do lado direito", "Posto BR" não ajuda muito, e pode levar a erros).

Em grandes passeios, há diversos tipos de motos, cada um com seu ritmo ou cilindrada. Importante é manter o grupo. Mas se tiver algum apressado, poderá esperar na bifurcação ou KM especificado sem desmanchar o grupo. Ainda mais em estradas de via única, em que são necessárias ultrapassagens.

MUITA atenção em pedágios ou postos policiais. Pode ocorrer reduções bruscas. Mantenha distância do colega.

Em uma distância segura do motociclista da frente, fica dificil de ver os gestos dos dedos. Prevalecem braços e pernas que são bem mais visíveis.

Setas podem ser reforçadas apontando para o lado.
Sujeira, água, buracos podem ser sinalizados com a perna. Obviamente para o lado correspondente.
Acidentes, lombadas, reduções bruscas, com as duas pernas para baixo.

ABS
Avatar do usuário
barraforte
Forista Jr.
Progresso para o próximo rank:
25.3%
 
Mensagens: 26
Registrado em: 16 Abr 2013, 12:19
Localização: São Paulo
Enviou: 6 vez(es)
Recebeu: 19 vez(es)
Moto: KLX250
Estado: SP
Cidade: Sao Paulo

AnteriorPróximo

Voltar para Dicas e Técnicas de Pilotagem

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 7 visitantes